Anúncios
Saúde e alimentação

Castração em cadelas: é indicado ou não?

Muitos donos de animais param para pensar se a castração de fêmeas é um procedimento indicado, se faz bem para a saúde do animal e se compensa o sofrimento da cadela ao ser submetida a tal procedimento. E é compreensível que qualquer pessoa pense nisso, já que encontramos tantas informações diferentes na internet.

No entanto, a castração de fêmeas é sempre indicada, não só para evitar uma prenhez (gravidez) indesejada, mas também como preventivo para doenças que podem ocorrer ao longo da vida de sua filhotinha.

 A castração reduz o risco de doenças, como o câncer, por exemplo?

A verdade é que a castração não tira a probabilidade de algum tumor aparecer. O que acontece é que, caso aconteça, sendo a cadela castrada, a velocidade de desenvolvimento desse tumor é muito menor quando comparada ao seu desenvolvimento em fêmeas não castradas, possibilitando o diagnóstico precoce, aumentando o tempo de tratamento. E isso significa qualidade de vida para sua melhor amiga.

Isso acontece porque a cadela inteira, ou seja, não castrada, tem os ovários, que produzem um hormônio chamado estrogênio, que age sobre os tumores, estimulando as células cancerígenas. Isso aumenta o tamanho do tumor e aumenta os riscos de metástase, que significa que o câncer está se espalhando para outros órgãos.

A castração também evita a temida piometra, que é uma infecção no útero muito comum, que ocorre alguns dias após o cio.

E o que causa essa infecção? A entrada de bactérias nocivas à saúde do animal através da vagina, que fica mais exposta ao meio externo. A piometra nem sempre é percebida rapidamente pelo proprietário, pois ela pode ser confundida com uma prenhez ou sobrepeso, caso não tenha ocorrência de secreção na área genital da cadela. E quando isso ocorre, a castração tem que ser imediata — e o risco da cirurgia é muito maior do que em cadelas saudáveis.

 Além desses, quais os outros riscos a que exponho meu animal, caso opte pela não castração?

Assim como os machos, as fêmeas também fogem para cruzar — elas também sonham em encontrar o parceiro ideal pelas ruas da cidade! Elas buscam um parceiro para cobri-la durante o período fértil, e essa fuga ocorre, geralmente, quando o sangramento cessa, então fique de olho!

Outro bom motivo para castrar é a redução do risco de pseudociese, a gravidez psicológica. Para alguns pode parecer bonitinho quando a fêmea cuida de seus brinquedos como se fossem seus filhotes, mas a verdade é que há produção de leite, que pode secar, causando dor e inflamação nas mamas.

Essas são algumas das razões pelas quais eu e muitos de meus colegas médicos veterinários aconselhamos a vocês a castrem seus animais o mais cedo possível. Se você não tem interesse em ter uma criação de cães, o que requer muitos cuidados, castre! Com isso, você dá qualidade de vida para a sua filhotinha.

Anúncios

0 comentário em “Castração em cadelas: é indicado ou não?

%d blogueiros gostam disto: