Anúncios
Comportamento

Problemas de comportamento com seu pet? Nossas dicas podem te ajudar!

Um pet com problemas de comportamento podem gerar muito estresse em seus tutores, mas saiba que é possível reverter a situação seguindo algumas dicas.

cachorro-com-florComo veterinária, ouço com muita frequência reclamações sobre o comportamento dos pets. Acho que isso acontece principalmente por eu estudar muito sobre comportamento animal, uma das minhas maiores paixões. E sempre tento explicar que muitos fatores podem ser causadores de comportamentos desagradáveis, como muito latido ou miado, destruição de móveis e objetos da casa, pouca sociabilidade etc. Mas fique calmo: como diz o ditado, “para tudo na vida, tem um jeito.”

Não aguenta mais o mau comportamento do seu animal? É, acho que existe uma falha na comunicação entre vocês, mas tenha certeza de que ele faz tudo para te agradar!

Como ele quer me agradar se ele faz tudo errado?

Sim, ele faz errado, mas o que ele quer é chamar a sua atenção, não importa se de forma negativa ou positiva. Então tanto faz se você está brigando ou dando carinho: se você está interagindo com ele, a missão foi cumprida.

Mas são muitos os recursos que temos para conseguir uma melhora no comportamento dos nossos bichinhos. E esse é um trabalho conjunto, uma parceria desenvolvida com seu pet e que durará a vida toda.

Muito tutores perguntam sobre medicamentos para ajudar a controlar seus peludos, no entanto, são poucos os casos em que é necessário entrar com alguma medicação para eles. Na maioria das vezes, independente da situação, a persistência, a paciência e o carinho são os “tratamentos” que mais dão resultado. Caso remédios sejam precisos, não ache que seu pet é anormal, eles ajudam muito alguns animais (e seus donos!).

Procure ajuda especializada

Ajuda profissional pode fazer toda a diferença para uma mudança de comportamento do seu pet. Comece consultando o médico veterinário de seu melhor amigo, que geralmente conhece o animal desde cedo e alguns detalhes do dia a dia dele. Se for preciso, ele te indicará um bom Etologista Clínico, que é o médico veterinário especializado em comportamento animal.

Adestradores também podem ajudar, mas antes de chamar um adestrador ou um Etologista Clínico, pense sobre:

  1. O primeiro passo para alcançar bons resultados com seu cão ou gato é ter a certeza de que o comportamento te incomoda e que você quer mudar a relação de vocês em casa ou na rua;
  2. O segundo passo é se perguntar se você terá tempo, dedicação, carinho, paciência, persistência (mais do que eles) e firmeza para entrar de cabeça no tratamento;
  3. O terceiro passo é chamar um médico veterinário comportamentalista para orientar e acompanhar todo o processo;
  4. O quarto passo é colocar todas as orientações profissionais em prática;
  5. O quinto passo é não desistir e ser perseverante;
  6. Tenha em mente que adestramento é coadjuvante no tratamento, mas não é tratamento, e que medicações e florais ajudam (e muito!), mas não fazem o trabalho sozinhos.

Avalie bem a situação pela qual você e seu animal estão passando. De nada adianta pedir ajuda a um profissional se você não for seguir o tratamento adequado — pense que esse tratamento deve ter a mesma dedicação que o de um problema físico. Diferente das demais doenças, como os problemas de pele, infecções etc., para melhorar o comportamento de um pet, mudanças na rotina deverão existir e fazer parte do seu novo dia a dia.

Não será fácil no início, mas com o tempo, as mudanças virão e vocês serão uma família feliz, onde cada um respeita o próximo e entende que todos têm suas particularidades, defeitos e qualidades.

 

Anúncios

0 comentário em “Problemas de comportamento com seu pet? Nossas dicas podem te ajudar!

%d blogueiros gostam disto: