Anúncios
Curiosidades

6 animais marinhos que você não sabia que existiam

A natureza pode ser realmente surpreendente, principalmente quando se trata das profundezas do mar. Se quer conhecer animais marítimos que você nunca imaginou que fossem reais, confira esta matéria!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Às vezes olhamos para fotos de alguns animais marinhos e podemos ter a certeza de que são obra de um belíssimo designer, que manipulou tudo aquilo no Photoshop. Muitos são os animais com características estranhas, e parece que no mar essas figuras são mais facilmente encontradas.

Para matar um pouco da sua curiosidade, listamos 6 animais marinhos que nós nem tínhamos ideia de que existiam e que mais parecem seres de filme de ficção científica. Então vamos deixar o blablablá de lado, e conferir esse bichos que de vez em quando dão até arrepios!

  • Peixe-morcego de lábios vermelhos: Esse peixe, também conhecido como Peixe-morcego de Galápagos, vive a mais ou menos 30 metros de profundidade (ou mais!) e passeia pelos arredores da Ilha de Galápagos. Por ser um péssimo nadador, ele utiliza suas nadadeiras dorsais para “andar” pelas pedras e corais. Ele tem uma espécie de espinho na cabeça, que serve para atrair presas, como outros peixes e pequenos crustáceos, como os camarões. Até onde se sabe ele não é ameaçado de extinção, e não é o único peixe dos lábios chamativos: nas proximidades da Costa Rica, é encontrado o Peixe-morcego de boca rosa, um parente próximo, podemos dizer.
  • Tubarão-duende: Essa espécie de tubarão, apesar de se alimentar apenas de polvos e lulas e viver a mais de 200 metros de profundidade, é sem dúvida um dos mais assustadores. Ele vive nos oceanos Índico, Pacífico e Atlântico e tem uma mandíbula que se projeta para frente, lembrando aqueles monstrengos do filme “Alien”. Eles atingem até 4 metros de comprimento, tem a pele bem fina e quase transparente, dando a ele uma coloração rosada, e o último encontro com um tubarão dessa espécie aconteceu aqui no Brasil, no litoral do Rio Grande do Sul. Na foto, você pode ver porque ele é chamado dessa forma.
  • Dragão azul: Apesar de muito fofo, cor bela e padronagem encantadora, o dragão azul é um dos animais mais venenosos do mar. Ele costuma andar em grupos e deixa-se levar pelas correntes marítimas. É considerado uma espécie de lesma do mar (para simplificar) e é capaz, ainda que de forma bem lenta, de injetar veneno na pele humana. Mede de 3 a 6 cm de comprimento e vive em águas tropicais, como a costa da África do Sul. Bonitinho, mas ordinário, né?
  • Caranguejo mantis: Também conhecido como lagosta-boxeadora e tamarutaca, esse animal tem algumas características surpreendentes. Além de uma visão bem poderosa (infinitamente melhor que a nossa) que o permite enxergar cores que nosso cérebro é incapaz de registrar, o caranguejo mantis possui duas patas dianteiras que podem golpear suas presas com potência e velocidade de uma arma de calibre 22. Com isso, é possível despedaçar presas e objetos no mar com grande facilidade. Essa característica desperta a nossa curiosidade e promove estudos que podem nos fazer chegar a materiais quase indestrutíveis. É raro até mesmo ver esses animais em aquários e zoos, já que suas patas destroem facilmente vidros de aquários e tanques.
  • Isótopo gigante: Parecendo algum bicho de filme de ficção, esse animal pode atingir mais de 40 centímetros de comprimento. Ele tem seu corpo dividido em segmentos, formando uma carapaça forte e flexível. Isso permite que, quando ameaçado, o animal se enrole completamente, protegendo de possíveis predadores. Seus olhos são potentes, ajudando esse parente dos camarões a viver nas grandes e escuras profundidades em que habita.
  • Peixe papagaio azul: Esse peixe com aspecto simpático e cor vibrante pertence a uma família com outros peixes de cores vivas. Vive em águas rasas, principalmente na costa da América do Sul (Brasil, Bahamas, Antilhas etc.) e habitam recifes de corais, muitas vezes com cores tão vivas quanto as dele. Pode atingir mais de 1 metro de comprimento e se alimentam de plantas, algas, corais e até mesmo pequenos invertebrados. Para se defender de predadores, ele cobre seu corpo com uma mucosa que afasta quem quer que o queira atacar. Seu nome vem do formato de seu focinho, que é arredondado, lembrando o bico de um papagaio.

Achou esses animais estranhos? Esse são pouquíssimos dentro da infinidade de animais que nem sonhamos que dividem o planeta com a gente! Fique ligado no Zolina.com para conhecer mais espécies!

Anúncios

0 comentário em “6 animais marinhos que você não sabia que existiam

%d blogueiros gostam disto: