Anúncios
Comportamento

Meu cachorro fugiu: Como pegá-lo de volta?

Cachorros fogem por diversos motivos, desde seu temperamento a falta de atenção dos donos. Mas não importa o que aconteceu, o que queremos é pegar nossos amigos de volta o quanto antes. Para que você utilize a estratégia certa, damos algumas dicas.

cachorro-feliz-correndo-no-gramado

Cachorros são animais bem espertos, muitas vezes agitados, além de sempre curiosos. Por conta de tudo isso — e muitas vezes por pura falta de atenção dos donos —, nossos bichos se soltam de suas guias, escapam pelo portão da garagem ou saem correndo do carro antes mesmo de nos darmos conta. Esperamos que você nunca tenha passado por esta situação, mas é sempre bom saber o que fazer caso algo do tipo aconteça.

Qual seria minha primeira reação ao ver que meu cão fugiu?

Nós apostamos que grande parte dos leitores do Zolina — e a maioria das pessoas — respondeu que sairia correndo atrás do pet na tentativa de pegá-lo ou encurralá-lo em algum lugar. Mas pare e pense: você não acharia assustador várias pessoas correndo feito loucas atrás de você? Será que você, na hora do nervosismo, ia conseguir parar para pensar que aquele monte de gente não quer te fazer mal? Pois é, o que acontece com os cães é bem parecido com essa sensação, e eles acabam se sentindo muito ameaçados e amedrontados, na certeza de que aquela correria toda não pode ser algo bom. E não importa que a pessoa a correr atrás dele seja seu dono, seus reflexos ficam comprometidos pelo medo e eles sequer o reconhecem.

E o que tudo isso pode causar senão um cão disparado pelo meio da rua? Essa situação é muito perigosa, tanto para ele quanto para você, portanto, é melhor ser evitada a qualquer custo. Além disso, você deve saber que um cão corre muito mais que você, então…

Mas, afinal, o que fazer quando um cão se solta e foge?

Como dissemos lá em cima, os cães são animais bastante curiosos e vão ficar com a pulga atrás da orelha caso você reaja de uma forma inesperada. Calma, não estamos falando de dar um susto no bicho, mas se correr atrás dele não surte o resultado esperado, é preciso tomar outras atitudes.

Como nossos reflexos nos mandam sair logo atrás do pet, a primeira coisa que deve ser feita é: controle seus instintos. Tenha em mente que isso só o afastará de seus objetivos, então, o melhor a se fazer é manter-se com a cabeça fria e no lugar em que está.

Logo após, experimente parar onde está e deitar-se no chão. Você deve estar achando que somos malucos, mas essa medida pode funcionar. Isso pode fazer com que o cão queira ver o que está acontecendo com você e atrai-lo de volta ao local de onde fugiu. Brinque com sua curiosidade, perca a vergonha e deite. Espere alguns momentos antes de mudar de estratégia.

Faça de tudo para parecer o menos ameaçador possível. Para isso, abaixe-se ou sente onde está, fazendo de tudo para parecer menor que realmente é. Evite abrir muitos os braços, fazendo movimentos bruscos que podem fazer você parecer um monstro mau e pronto para atacar. Gritar também não será útil neste momento.

Se a coleira do cachorro permanecer em suas mãos no ato da fuga ou você estiver próximo ao seu carro, comece a chamar seu cão para um passeio. Mas, atenção: faça isso de forma animada e atrativa. Ele não vai se aproximar de você ou entrar correndo no carro se parecer que ele vai para um castigo.

Se nada disso der certo, corra em paralelo ao cão e, quando ele fizer contato visual com você, chame a atenção do animal e saia correndo na direção oposta a ele. Agora você já deve ter a certeza de que somos loucos, mas como todo cão curte muito uma perseguição, pode ser que ele aceite a brincadeira e corra atrás de você — e não o contrário!

Essas medidas podem fazer muita diferença na hora de pegar seu cachorro de volta depois de uma fuga inesperada. Mas é claro que nem todas funcionarão com todo cão e não apresentam 100% de possibilidade de dar certo. De qualquer maneira, deixe seus animais sempre com alguma identificação, como uma coleira acompanhada de plaquinha com nome, telefone e endereço da casa do bicho. Isso não evitará que ele fuja, mas ajudará muito na hora de encontrá-lo! Ah, e não se esqueça de fazer a maior festa quando ele se reaproximar de você, independentemente da situação. Jamais brigue com ele, isso pode fazer com que ele não volte da próxima vez.

 

Anúncios

0 comentário em “Meu cachorro fugiu: Como pegá-lo de volta?

%d blogueiros gostam disto: