Anúncios
Saúde e alimentação

Erliquiose: definição, sinais e tratamentos de uma das formas da doença do carrapato

Muitos donos de cães já ouviram falar sobre a doença do carrapato, mas poucos sabem que, essa doença pode se manifestar de duas formas diferentes, de acordo com que micro-organismo o carrapato infecta o cão.

Uma das formas de infecção é através da bactéria do gênero Ehrlichia, principalmente a Ehrlichia canis, que ataca e destrói os glóbulos brancos do animal (células de defesa, presentes no sangue, que ajudam a combater infecções). Por essa razão, o nome deste tipo de doença do carrapato é erliquiose ou erlichiose.

Essa doença, em geral, não acomete gatos e seres humanos e é transmitida de um cão a outro através (principalmente) do carrapato marrom.

Conheça os sinais sintomas da erliquiose

A erliquiose evolui em três fases de acordo com quando é diagnosticada e tratada, e, dependendo da fase, traz com ela diferentes sinais sintomas.

A fase aguda é quando o animal é capaz de transmitir a doença e quando ainda é possível encontrar carrapatos em seu corpo — é importante ressaltar que o animal transmite a doença para o carrapato, não para outro animal, e é o parasita que infecta diferentes cães.  Quanto maior o número de microrganismos infectantes menor será o tempo desse período e mais rápido irá para a fase clínica. Começa pela perda de peso, febre, diminuição do apetite, secreção no nariz ou nos olhos, dificuldade de respirar, queda de energia, manchas vermelhas no corpo (bolinhas) e tristeza. Esses são alguns dos sinais sintomas desta fase da doença, mas aqueles animais que tem um nível de energia alto podem mascarar esses sinais no início.

É importante ressaltar a importância de levar o cachorro ao médico veterinário assim que os sintomas forem identificados. Como qualquer doença grave, o diagnóstico precoce pode salvar a vida do animal.

Durante a fase subclínica, o cão não apresenta nenhum sinal, sintoma clínico da doença, mas aparecem alterações principalmente em seus exames de sangue. O tratamento nesta fase é imprescindível, pois se o sistema imunológico do animal não tiver forças para combater a bactéria, a doença pode evoluir para a fase crônica, ainda mais grave.

Na maior parte dos cães, ela dura em torno de 6 a 10 semanas, mas alguns casos podem durar mais que isso. Mesmo não sendo tão comum, alguns sintomas podem surgir, como redução de apetite, falta de coloração nas mucosas, inchaço nas patas e sangramentos.

Na fase crônica a medula óssea diminui a produção de plaquetas, gengivas e mucosas ficam brancas apresenta basicamente os mesmos sinais sintomas que a fase aguda, porém, de forma bem mais intensa. A perda de peso torna-se mais acentuada, assim como dores na barriga, já que os órgãos ficam aumentados (fígado, baço, algumas glândulas etc.), energia muito baixa, sangramentos e manchas na pele. Nesta fase, a imunidade do animal está muito comprometida, e ele passa a ser acometido por outras infecções.

A fase em que o diagnóstico da doença é mais fácil é a aguda, já que a presença dos carrapatos diz muito. Nas outras fases, identificar a erliquiose é mais complicado por um motivo: os sintomas são muito parecidos com os de outras doenças, como a cinomose, por exemplo. Por isso, a consulta veterinária o mais rápido possível é indispensável, pois através de exames de sangue ou sorológicos, a doença será confirmada e o tratamento iniciado.

O tratamento da erliquiose

Como em qualquer doença, quanto mais cedo for o início do tratamento, mais cedo o organismo do cachorro cria forças para combater a doença e maiores são as chances de cura.

Geralmente são administrados medicamentos como antibióticos, mas alguns casos, os mais graves, podem exigir transfusões de sangue. Mas não medique seu animal sem consultar um médico veterinário de confiança. O período de tratamento pode variar entre 21 dias (nas fases iniciais) e 8 semanas (na fase crônica). Mas a boa notícia é que a doença é tratável em todas as suas fases, se for diagnosticada a tempo.

cachorro-deitado-na-grama-se-coçando

Confira aqui as dicas do Zolina de como tirar carrapatos do seu cachorro!

 

Anúncios

0 comentário em “Erliquiose: definição, sinais e tratamentos de uma das formas da doença do carrapato

%d blogueiros gostam disto: