Anúncios
Comportamento

Quais os cuidados que mudam para cães idosos?

Seu cãozinho está envelhecendo e você não sabe como lidar com isso? Não se preocupe, alguns cuidados irão mudar mesmo e o Zolina está aqui para te dar todas as dicas, vem conferir!

O tempo chega para todo mundo e com o seu cãozinho não é diferente. Cada fase do seu animal necessita de cuidados especiais. Com o envelhecimento algumas mudanças ocorrem no corpo do animal e também em seus hábitos.

Com o avanço da medicina veterinária, a expectativa de vida dos cães tem aumentado, fazendo com que eles vivam por muito mais tempo e com mais qualidade de vida. E se você precisar de uma ajuda a mais, saiba que já existem veterinários especializados em geriatria canina. Portanto não se preocupe, para cuidar do seu companheiro que está ficando velhinho, procure seu veterinário e também dê uma olhada nas nossas dicas.

A hora do passeio: meu cão ainda pode se exercitar?

Muita gente pode se perguntar se ainda pode levar o seu cãozinho para passear. A resposta é: sim! Mas não exija muito do animal, ande no ritmo dele e nada de forçá-lo a correr e ir além do limite dele. O exercício físico é bastante importante para evitar atrofias na musculatura. Portanto mantenha os passeios, mas em menor quantidade e sem que durem muito também. Variar locais com pisos, barulhos e cheiros diferentes para estimular o cão é muito importante também e fará ele feliz nessa nova etapa da vida. Outro ponto importante é levá-lo para passear em horários mais frescos do dia, isso fará com que eles se cansem menos.

Separe um local para ele descansar

Após a atividade moderada, seu cachorro precisará mais do que nunca descansar. Por esse motivo é importante separar um local macio e confortável para ele. Caminhas para cães, colchões e cobertores são ótimos para isso. Além de fornecer mais conforto, eles também ajudam a evitar o surgimento de calos e feridas. Lembre-se que eles passarão mais tempo deitados descansando, por isso vale a pena dar uma atenção extra à sua caminha.

Temperamento

Um ponto importante que precisamos ter atenção com os cães idosos é que assim como os humanos, o temperamento deles pode mudar um pouco devido à idade, ou seja, os hábitos mudam, eles podem se tornar um pouco ranzinzas, podem não tolerar algumas coisas/brincadeiras que toleravam quando eram mais jovens, podem ficar um pouco agressivos, etc.

Mas tudo isso é totalmente normal afinal a idade chega para todos, e cabe a nós, humanos, compreender e ajudá-los nessa nova fase da vida, ser mais tolerantes e ficarmos atentos aos sinais, ou seja, se realmente eles estão tendo uma mudança normal de comportamento devido à idade ou se eles estão passando por algum problema de saúde. Para isso, na dúvida, leve sempre seu cão ao médico veterinário para que ele possa dar o diagnóstico correto!

Alimentação é um ponto importante

Com o envelhecimento, o metabolismo do cachorro se modifica e ele passa a necessitar de menos calorias. Os exercícios físicos diminuem e, portanto, não é necessária tanta carga energética. No mercado já existem rações especiais para cães idosos que possuem os nutrientes certos para o seu pet, além de serem aeradas, que são mais fáceis para mastigar. Procure oferecer alimentos macios para que a mastigação seja mais fácil, pois com a idade, os dentes do cachorro vão se desgastando e comer rações mais duras será uma complicação que pode até levar seu bichinho a não querer comer mais.

Os cuidados com a higiene merecem uma atenção especial

Manter uma boa higiene no seu cãozinho idoso é essencial. Com a idade os cães têm maior tenência a desenvolverem doenças na pele e no dente. Nessa fase da vida, banhos e tosas podem ficar mais estressantes para os idosos, então, só dê quando for necessário, no geral 1 vez por mês é suficiente.

Outros problemas que ocorrem é que seu cãozinho pode fazer as necessidades fora do lugar, para resolver esse problema, volte com o jornal/fralda espalhado pela casa. O cachorro já não consegue segurar as necessidades como antes, e não consegue chegar a tempo no banheiro, então, quando ele fizer fora do lugar, não adianta brigar com ele, afinal ele já é um idoso, tem que ter paciência com ele nessa fase da vida, afinal ele não faz isso de pirraça, ele faz porque está com algum problema de saúde ou senilidade.

Visitas ao veterinário são imprescindíveis

Assim como nos humanos, os cachorros também tendem a contrair mais doenças com a idade, devido ao desgaste do organismo e por isso devem ser acompanhados por um médico veterinário.  E na terceira idade canina os principais problemas que podem ocorrer e que você precisa ficar de olho são: alterações cardíacas, complicações ortopédicas, insuficiência renal e disfunção cognitiva. É importante prestar atenção nas alterações de comportamento e até de humor do seu animal, pois isso pode indicar que alguma coisa não está bem. Notando qualquer alteração não hesite em procurar um veterinário, aliás o ideal é ir ao médico veterinário a cada 6 meses.

Gostou das nossas dicas? Com os cuidados certos e muito carinho e atenção você pode prolongar a vida do seu cãozinho por muito mais tempo!

cão-idoso-golden
Anúncios

1 comentário em “Quais os cuidados que mudam para cães idosos?

  1. EXELENTE MATERIA

%d blogueiros gostam disto: