Anúncios
Saúde e alimentação

Como proteger meu pet no inverno?

Quando a temperatura cai, os nossos bichinhos merecem atenção mais do que especial! E você, já tem as roupas e os cobertores apropriados para eles neste inverno? Para garantir que seu amigão esteja bem protegido, o Zolina separou algumas dicas importantes. Confira!

Quando a temperatura cai, os nossos bichinhos merecem atenção mais do que especial! E você, já tem as roupas e os cobertores apropriados para eles neste inverno? Você, com certeza, possui seus rituais e cuidados para essa época do ano, não é verdade? Com o bichinho não é diferente! Para garantir que seu amigão esteja bem protegido, o Zolina separou algumas dicas importantes. Confira!

Os animais até que não têm muitos problemas com o frio e geralmente gostam das baixas temperaturas. Os cães, por exemplo, têm mais disposição e o inverno é um ótimo período para estimular a prática de exercícios físicos. A preocupação deve ser com os filhotes e com os animais idosos, que sentem mais frio e têm maior probabilidade de contrair doenças típicas da época. É necessário, neste caso, prestar atenção em detalhes como mudança no comportamento, roupinhas, banho e local de dormir.

Uma dica é observar as extremidades do animal, como orelhas e patinhas, se estiverem geladas, é porque seu companheiro está com frio. Para resolver este problema, os cuidados básicos são:

  • Não deixe seu pet no vento ou na chuva e evitar ambientes externos;
  • Separe um cobertor para ele se aquecer;
  • Alguns cães, mesmo tendo sua própria casinha, preferem ficar ao relento, então, deixe a critério deles, mas o ideal é evitar nos dias mais frios. Proteja a caminha do animal do frio colocando algum revestimento de borracha ou isolante evitando o contato direto com o chão. Para os gatos, utilize os arranhadores com toca, eles adoram;
  • Seu animal é sempre muito animado e de repente está quieto e apático. Fique sempre atento às mudanças de comportamento. Ele pode ter adoecido por conta da temperatura;
  • As doenças respiratórias ficam mais comuns no inverno, então, é bom redobrar o cuidado e de preferência que as vacinas estejam sempre em dia para que tais doenças sejam evitadas, prevenidas. Para isso, procure sempre seu médico veterinário para obter uma melhor orientação sobre o assunto e ajudar na prevenção;
  • O refúgio deverá proteger o animal do vento. O vento intenso pode aumentar muito a sensação de frio nos bichinhos, portanto, eles sempre devem estar totalmente protegidos de correntes de ar. Estimule sempre os banhos de sol nesta época do ano;
  • Se seu cachorro ou gato costuma ficar dentro de casa, o ideal é sempre abrir as cortinas do ambiente para que o sol entre e você verá que seu amiguinho irá sozinho em busca destes locais;
  • Diminua a frequência de banhos no inverno que, de preferência, devem ser com água morna. Seque-o bem após o banho e não deixe que ele saia na rua até, no mínimo, 30 minutos depois;
  • Estimule os cães a fazer exercícios, o frio é um ótimo período para isso. Em casa, use bastantes brinquedos. Eles podem comer um pouco mais de ração do que o normal por causa dos exercícios, mas não é necessário um reforço na alimentação;
  • Se o cãozinho faz atividades regulares e não tem problemas de saúde, mantenha a rotina da tosa. No caso de cães muito idosos, é bom aproveitar a proteção natural do animal ou evitar tosas muito baixas. Em animais de pelagem muito curta, em especial filhotes e aqueles mais velhinhos, é importante colocar uma roupinha nos dias mais gelados. Mas atenção! Cuide para escolher um modelo que realmente aqueça, ou seja, não se guie apenas pela estética E nesse caso, não deixe de trocar as roupinhas e lavá-las com frequência (de preferência com sabão liquido) para não causar alergias no seu amiguinho! 😉

Informação importante: no caso dos cachorros, compreenda o quanto a sua raça está suscetível ao frio. Algumas espécies são mais sensíveis ao tempo gelado, enquanto outros se adaptam muito bem às temperaturas baixas. Os cachorros que não se acostumam bem com o frio não devem ficar fora de casa, mas saiba que até mesmo os que se adaptam bem às temperaturas baixas precisam de calor e abrigo para ficar confortáveis em ambientes externos.

Espero que tenham gostado das dicas, pessoal. Elas são extremamente importantes para manter seu peludo ou felino aquecidos na temperatura mais baixa do ano, além de saudáveis e felizes. Até a próxima!

Maltês-de-roupinha-cinza-estampada
Crédito foto: Pexels

 

Anúncios

0 comentário em “Como proteger meu pet no inverno?

%d blogueiros gostam disto: