Saúde e alimentação

Conjuntivite Canina: saiba como tratar a doença

A conjuntivite canina vem se tornando uma doença bem comum entre os cães. É importante estar atento aos seus sinais clínicos. Confira mais informações aqui, no Zolina!

Existem muitas doenças que podem não só afetar humanos, como os nossos inofensivos cães. A essas, caracterizamos de zoonoses. Algumas, inclusive, precisam de tratamento específico para não serem transmitidas entre as duas espécies. Mas existem outras que, apesar de contaminar pessoas e cães, não passam de uma espécie para outra, como é o caso da conjuntivite canina.

Esta doença vem se tornando bastante comum entre os cães, principalmente os que moram em áreas urbanas, e afetam os olhos e a visão do cãozinho infectado. Ela é mais propensa em animais que, por exemplo, andam bastante com a cabeça para fora de um carro em movimento, pegando vento diretamente nos olhos. Mas ela pode afetar qualquer outro cachorro e, inclusive, aqueles que moram em casas de ruas muito movimentadas.

Embora muitos não saibam, esse é um dos problemas de saúde mais recorrentes nos pets e causa um grande incômodo. A conjuntivite canina é uma inflamação na região dos olhos, a qual prejudica a visão do animal. No entanto, afeta mais especificamente a mucosa das pálpebras, chamada de conjuntiva, que tem justamente o papel de proteger os olhos.

Esta doença pode levar à cegueira?

Secundariamente sim, pois o cachorro com conjuntivite tenderá a coçar os olhos com a patinha, na intenção de aliviar a coceira e durante este processo, pode acabar machucando as pálpebras. Esse movimento pode ocasionar uma úlcera de córnea e uveíte, que é uma inflamação na íris.

Sinais Clínicos

O aparecimento de inchaço e olhos vermelhos no pet pode ser um sinal de conjuntivite, além de edema e secreção nos olhos. É importante ressaltar que, com a percepção destes sintomas, não deve negligenciar e precisa levar o seu pet ao veterinário, pois, além de ser uma doença isolada, a conjuntivite pode ser sinal de cinomose.

humano-limpado-olho-do-cachorro

Diagnóstico

Para o diagnóstico, deverão ser realizados alguns exames orientados pelo veterinário. Provavelmente ele irá solicitar aqueles que utilizem raspados da conjuntiva ou a própria secreção. Estes serão analisados para determinar se a origem é alérgica, bacteriana, viral ou apenas provocada por corpo estranho. Um teste de cultura também pode indicar se a infecção é bacteriana.

 

Tratamento

Depois que a razão da infecção foi determinada, o veterinário pode prescrever colírios ou pomadas e até antibióticos via oral para tratar a infecção do olho.

Colírios lubrificantes ou compressas de água morna (acompanhados, é claro, do tratamento em questão) ajudam a limpar e aliviar a coceira e o ardor, evite que o seu cachorro fique passando a pata ou esfregando os olhos no piso, pelos caindo por cima das pálpebras devem ser retirados para facilitar a higienização.

Como evitar

Garantir que os animais não tenham contato com substâncias como produtos de limpeza ou mesmo perfume e cremes, ajuda bastante. O pet deve ser levado com frequência ao veterinário a fim de adiantar qualquer diagnóstico e para evitar não só a conjuntivite, mas outras doenças oculares.

Com relação aos cães já contaminados, estes devem ser isolados dos outros animais, para não haver contaminação.

E você, notou algum desses sintomas em seu cão? Leve-o imediatamente ao Médico Veterinário de sua confiança e descarte qualquer outra doença primária. Comece o tratamento o quanto antes!

 

0 comentário em “Conjuntivite Canina: saiba como tratar a doença

%d blogueiros gostam disto: