Saúde e alimentação

Bolas de pelos ou tricobezoar em felinos: o que são?

Como hábito constante de higiene, o gato limpa sua pelagem com a língua, que possui papilas filiformes e funcionam como uma “escova ou lixa” na remoção de pelos mortos. Dessa maneira, ocorre uma ingestão considerável de pelo. Alguns fios ingeridos não conseguem, portanto, se deslocar pelo peristaltismo e se misturam com restos de alimentos e secreções gástricas na mucosa gástrica e formam-se no que conhecemos popularmente como “bolas de pelo” ou tricobezoar.

 

Como se originam?

Normalmente tem origem dos hábitos normais de limpeza. Mas também pela falta de motilidade (incapacidade de realizar movimentos autônomos) intestinal durante períodos de jejum, pelagem de pelo longo e ingestão de pelo durante a higiene.

Doenças de pele também podem contribuir para um aumento na ingestão de pelos, como consequência de lambedura ou mordedura excessiva nas áreas acometidas, como nos casos de dermatite alérgica a picada de pulgas e atopia. Situações de estresse como alterações na rotina do gato, também podem desencadear lambedura excessiva psicogênica, devendo, portanto, ser evitadas.

Outro fator que pode colaborar para a formação das bolas de pelos é o fornecimento de uma ração dietética inadequada, que pode promover o aumento da formação dos tricobezoares, visto que diminuem sua eliminação pelo trato digestório do gato. Já as raças de pelos longos podem consumir grande quantidade de pelos durante o período de troca.

Sinais Clínicos

É preciso ficar atento a alguns sinais dado pelo gato, pois indicam que existe bola de pelos no intestino, por exemplo:

– Prisão de ventre
– Diarreia
– Falta de apetite
– Ânsia frequente
– Vômitos mais de uma vez ao dia
– Regurgitações
– Sinais de cansado e apatia
– Eliminação de bolas de pelos

Tratamento

Em casos obstrutivos, alguns métodos caseiros são válidos para auxiliar na expulsão dos pelos:

  • Fibra na alimentação – A fibra ajuda a melhorar a digestão do felino. Se aumentar a quantidade em sua comida, ele poderá eliminar as bolas mais facilmente.
  • Grama e planta – É um instinto natural do animal comer grama para purgar. Pensando nisso, a planta valeriana é uma ótima opção. Em lojas especializadas é possível encontrar essa planta e gramas que ajudam na regurgitação das bolas de pelos.
  • Manteiga – A manteiga funciona como laxante para o gato, por isso é uma boa alternativa. Para fazê-lo comer, passe um pouco do alimento na pata que ele rapidamente irá lamber para limpar a região. Atenção, a manteiga é muito oleosa, então não exagere na dose.
  • Produtos específicos em lojas – Existem produtos de uso veterinário que são comercializados livremente em petshops e não precisam de receita para prescrição. Estes, auxiliam bastante também. Uns tem a apresentação de pasta, e a forma de administrar pode ser diretamente na boca ou, como foi sugerido, com a manteiga, nas patas, fazendo-o assim lamber o produto. Outra opção são os produtos são em formato de petisco. Cabe ao cliente decidir o que é melhor na rotina diária do seu animal.

Mas caso o problema ainda persista, o gato deve ser levado a um médico veterinário para uma avaliação diagnóstica completa, para investigação de doenças subjacentes. A lavagem intestinal pode ser o suficiente e também é uma opção. Mas se ainda assim não conseguir eliminar o tricobenzoar, a opção da cirurgia é talvez possa ser considerada.

Maneiras de prevenção

Condutas preventivas para evitar a formação de tricobezoares incluem:

  • Escovação diária e frequente
  • Tosa periódica (a cada 3 a 4 meses) em gatos de pelo semi-longo ou longo
  • Fornecimento de rações específicas para gatos, de alta qualidade e com grande quantidade de fibras
  • Fornecimento periódico de suplementos vitamínicos, com malte em sua formulação
  • Em casos de gatos com constipação crônica, pode ser adicionado à dieta, fibras do tipo Psyllium, que auxiliam na motilidade do trato digestivo.

Sempre procure conhecer um pouco mais sobre o comportamento e os hábitos de seu pet para que algumas atitudes consideradas normais não se transformem em problema mais tarde. Em caso de dúvidas, procure o serviço de um médico veterinário para esclarecimentos e orientações sobre formas de prevenção e tratamento do problema.

gato-se-lambendo-bola-de-pelo

0 comentário em “Bolas de pelos ou tricobezoar em felinos: o que são?

%d blogueiros gostam disto: